Translate

Dicas para embarcar com o seu pet

Férias de final de ano chegando e para quem tem animais de estimação já começam a pensar o que farão com eles durante o tempo longe de casa. Agora, por que não levar o animal de estimação junto? Poderá dar muita alegria à viagem.


Não é lá tão simples, mas também não é taõ complicado! Para embarcá-lo, é preciso prestar atenção ao regulamento de cada companhia aérea.


Uma das exigências de todas as empresas será a necessidade de um atestado de vacinação recente. Também é preciso colocar o animal dentro do contêiner ou kennel. Uma pequena sai por cerca de R$ 100,00. Mas, dependendo do tamanho do seu “bichinho”, poderá custar até R$ 300,00. Compare preços de caixas para o transporte de animais no Buscapé, pois será preciso ver se vale a pena, a viagem pode sair cara.


Confira aqui mais dicas para viajar com seu animalzinho.


Geralmente a passagem do bicho sai mais cara do que a do dono. Há a opção de despachar o animal junto com as bagagens, acomodado em um compartimento com a temperatura climatizada, ou ainda, a opção mais simples de levá-lo na cabine. Nesse caso, a gaiola deve ser colocada embaixo da poltrona do passageiro.


Além de não ter de despachar o bicho, a opção é melhor pois o dono fica durante o voo todo perto do animal, ou seja, não passa o nervoso de não saber o que está acontecendo com ele, afinal nenhuma informação será dada sobre o animal durante a viagem. Não adianta perguntar para as comissárias de bordo.


Folha Imagem cat

pet attendant

O transporte de animais é em aviões é mais comum do que se pensa. A companhia aérea alemão Lufthansa, por exemplo, transportou em 2007 quase 56 mil animais – cerca de 35 mil foram na cabine, próximo aos donos.


Foram exatamente a dificuldade de viajar com bichos e a preocupação que os voos no setor de bagagens costumam despertar nos donos os maiores motivos da criação da Pet Airways (www.petairways.com), empresa aérea que transporta vários tipos de animais – menos humanos.


A companhia americana, que começou a voar em julho, adaptou aviões Beech 1900, que comportam 19 passageiros, colocando caixas de transporte no lugar dos assentos. Os animais vão na cabine principal, acompanhados por “pet attendants” (atendentes de animais, em inglês).


A companhia garante que os animais terão intervalos regulares para ir ao banheiro, alimentação e atenção especial antes e depois do embarque e desembarque.


Tanto cuidado tem lá suas desvantagens: as viagens da Pet Airways duram mais tempo do que as de outras companhias. A Pet Airways opera apenas voos internos dentro dos EUA.


Conheça as normas das companhias aéreas para transportar o seu animal de estimação


Tamanho do animal define se ele poderá ficar na cabine; é importante calcular quanto custará a viagem.


Folha Imagem r


Folha Imagem cFolha Imagem regras


Folha Imagem f


Imagens: Folha Imagem

FONTE: PORTAL MEIO AÉREO

Comente com o Facebook:

Mais Lidas da Semana

Seleção TAM: perguntas da entrevista individual (PARTE 2 de 2)

Entrevista com aeromoça brasileira da Emirates