Translate

Gol é líder nas demissões

Acima, o Boeing 737-800 da GOL, taxiando em Guarulhos-SP.

O jornal Valor Econômico apurou um dado muito interessante sobre o caos da Laranjinha. Segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas, outros fatores que ajudariam a explicar os atrasos e cancelamentos da Gol. Graziella Bagio, da diretoria do sindicato, diz que a empresa tem atualmente o maior índice de rotatividade de funcionários. Segundo ela, pilotos e comissários da Gol estão em busca de salários mais altos e melhores condições de trabalho. Ao todo, a empresa tem em torno de 18 mil empregados, sendo 6,5 mil tripulantes, segundo o sindicato.
 "Das cerca de mil homologações de demissões e pedidos de desligamento que o sindicato fez de janeiro a julho, cerca de 80% são da Gol", afirma Graziella. Nos sete primeiros meses do ano, conforme averiguado pelo VE, a Gol acumula 162 homologações, ante 139 da TAM e oito da Avianca. Não há registros de homologação de dispensas de outras companhias. "Há um clima de insatisfação muito grande de aeronautas que querem melhor salário", acrescentou a sindicalista.

Graziella disse que a Gol estaria desrespeitando a regulamentação trabalhista e a convenção coletiva de trabalho. Excesso de horas voadas, falta de benefícios estariam contribuindo para a saída de tripulantes para rivais. "A Gol mudou seu sistema de escalas e implementou um que em nenhuma empresa aérea do mundo seria aceito, pois faz com que tripulantes voem até cinco madrugadas seguidas", disse Graziella. Segundo ela, há dois anos o sindicato tem discutindo com a empresa uma série de melhorias.

fonte: jetsite

Comente com o Facebook: