Translate

Airbus dá o pontapé positivo em 2016


Airbus dá o pontapé positivo em 2016







 Airbus teve um bom começo em 2016, principalmente quando se trata em família de aeronaves de fuselagem larga, a mais vendida com 16 encomendas em janeiro deste ano 2016, que compreende ao todo 14 novos A330-900neo de um cliente não divulgado e dois A320ceo para CALC (China Aircraft Leasing Company), um locador baseado em Hong Kong. O anuncio foi realizado hoje (16/02) na feira Singapore Air Show 2016, que acontece no Centro de Exposições de Changi até o dia 21 de fevereiro de 2016.

O principal destaque das entregas da Airbus até janeiro de 2016 foi o primeiro A320neo, que foi para a Lufthansa, o cliente lançador da aeronave best-seller de corredor único da fabricante. Incluindo o primeiro A320neo, a Airbus entregou um total de 22 aeronaves em janeiro para 18 clientes, compreendendo 17 da Família A320, quatro A330 e um A380.


Airbus dá o pontapé positivo em 2016


O reforço e a liderança na região Ásia-Pacífico


Airbus em 2015 fortaleceu ainda mais sua posição de liderança de mercado na região Ásia-Pacífico, entregou 282 novas aeronaves para 40 operadores e ganharam 421 encomendas líquidas de 17 companhias aéreas e locadores na região. Isso representa 44 por cento da produção total da empresa destinado para a região Ásia-Pacífico, com 703 aeronaves durante o ano 2015 refletindo a importância da região para a fabricante.

Além disso, o Catalogo de preços, ganhou um ajuste anunciado no início de janeiro deste ano (clique aqui para ver).

Com o aumento, até o final de 2015, o total de pedidos brutos da Airbus era de 1190 aviões (no valor de US$ 159,9 bilhões) e as encomendas líquidas totais representaram 39 por cento da empresa com 1.080 aeronaves (no valor de US$ 141,6 bilhões). Airbus fechou o ano 2015 com um backlog de 6831 aeronaves no valor de US$  1,1 trilhões a preço de tabela.


Airbus dá o pontapé positivo em 2016


Os resultados regionais foram anunciados hoje por Fabrice Brégier, presidente e CEO da Airbus e John Leahy, Diretor de Operações de Clientes na abertura da Singapore Air Show 2016.

"A região Ásia-Pacífico tem sido tradicionalmente um dos nossos mercados mais fortes", disse Fabrice Brégier. "Nos últimos anos nós consolidamos nossa posição com a nossa gama completa de produtos modernos e eficientes. Esperamos que esta tendência continue nos próximos anos, especialmente no mercado widebody onde o A350 XWB está estabelecendo novos padrões na categoria 300-400 assentos".

Olhando para o futuro, a Airbus espera que a região da Ásia-Pacífico possa continuar a liderar a demanda por novas aeronaves ao longo do próximo período de 20 anos.

Apresentando mais recente previsão da empresa para a região, John Leahy disse que um aumento anual do tráfego de passageiros de 5,6% contribuirá por uma encomenda de 12.800 novos aviões no valor de US$ 2 trilhões. Isto representa 40% da demanda mundial de 32.600 aviões nos próximos 20 anos, e inclui quase metade em aviões de fuselagem larga em todo o mundo e mais de um terço de todas as aeronaves de corredor único.

"A Ásia-Pacífico vai continuar a experimentar um crescimento mais forte do que qualquer outra região do mundo à medida que mais pessoas voarem com mais frequências", disse John Leahy.

Para o presidente, a fabricante será especialmente bem posicionada para responder a essa demanda em cada categoria de tamanho. Desde 100 para mais de 500 lugares, e para todos os tipos de voos – de curta à longa distancia.

Ao longo dos últimos 10 anos, Airbus registrou a quota líder em vendas na região da Ásia-Pacífico em ambas as categorias de mercado – corredor único e de fuselagem larga. Foram 64 por cento das encomendas liquidas na categoria corredor único com a Família A320, enquanto a família de aeronave widebody Airbus – o A330, A350 XWB e A380 – conquistaram 56 por cento das encomendas durante este período.

Airbus dá o pontapé positivo em 2016

Previsão de Mercado para a Região Ásia-Pacífico daqui a 20 Anos – Principais Números: 

• 5,6% de crescimento anual do tráfego de passageiros (média global de 4,6%)

• Frota na Ásia-Pacífico crescerá dos 5.600 atuais para 14.000

• Uma encomenda estimada de 12.810 novos aviões no valor de US$ 2 trilhões

• 40% da demanda mundial total para 32.600 aeronaves para os próximos 20 anos

• 3.760 de corredor duplo e 720 aviões de grande porte = 46% da demanda widebody global (9,600)

• 8.330 aeronaves de corredor único = 36% da demanda global de aviões de corredor único (23.000)

Airbus dá o pontapé positivo em 2016

Encomendas líquidas da Airbus na região Ásia-Pacífico no período 2006-2015: 

• Corredor único: 2.924 de um total de 4.589 = 64%

• Widebody: 666 de um total de 1.187 = 56%


Com sede em Toulouse na França, a Airbus é uma das maiores fabricante de aeronaves comerciais, que variam seus aviões em capacidade de 100 para mais de 500 lugares. Empregando cerca de 55.000 pessoas, e já vendeu mais de 16.300 aeronaves para cerca de 400 clientes em todo o mundo. Airbus tem instalações de projeto e fabricação na França, Alemanha, Reino Unido e Espanha, bem como filiais nos EUA, China, Japão, Índia e no Oriente Médio. Além disso, ela fornece o mais alto padrão de atendimento ao cliente e formação através de uma rede internacional em expansão.






Comente com o Facebook:

Mais Lidas da Semana

Seleção TAM: perguntas da entrevista individual (PARTE 2 de 2)

Entrevista com aeromoça brasileira da Emirates

Exemplo de Speech