Translate

Challenger 650 recebe certificação da EASA








A fabricante de aviões Bombardier, anunciou hoje (08-mar) que sua aeronave Challenger 650 recebeu a certificação de tipo da Agência Europeia de Segurança da Aviação (EASA - European Aviation Safety Agency).

“Challenger 650 entrou em serviço em 2015 e agora está prestes a fazer a sua estreia europeia em 2016. A demanda por esta aeronave é forte em todo o mundo e agora com a certificação na mão, nós estamos ansiosos para os nossos clientes da Europa experimentar esta nova marca de jato", disse David Coleal, Presidente da Bombardier Business Aircraft. "Clientes que já estão operando a aeronave estam satisfeitos com o seu novo design de cabine, maior conforto e maior produtividade", acrescentou Coleal.

O design, ergonomia e tecnologias do novo Challenger 650 redefine o conforto e o entretenimento a bordo.

Jatos da série Challenger 600 são os aviões que competem na categoria Medium, são os mais entregues de todos os tempos na Europa, e representam a maior base instalada em seu segmento na região.

Em 2015, a Bombardier Business Aircraft foi líder em participação de mercado em termos de base instalada e entregas na Europa, nos segmentos em que concorre.

A cabine do novo Challenger 650 cria novos níveis de conforto, controle e conveniência. Possui uma cozinha e assentos redesenhados, bem como um avançado no sistema de gerenciamento de cabine - incluindo os maiores da sua classe com monitores de alta definição; Video e Audio on Demand e integração Bluetooth.

A aeronave é equipada com motores avançados que oferecem maior empuxo, permitindo uma decolagem em uma distância mais curta de pista, capacidade de carga extra e maior capacidade de alcance de aeroportos desafiadores. Com uma verdadeira capacidade de alcance de 4.000 NM (7,408 km), o  Challenger 650  pode ligarem um voo non-stop (sem escalas) entre Londres a Nova York, Dubai a Londres e São Paulo para Miami*.

O Challenger 650 vem equipado com o Bombardier Vision no cockpit, fornecendo aos pilotos novos níveis de controle e conforto, além de aumentar a consciência situacional e reduz a carga de trabalho durante a pilotagem. Essa combinação de capacidades oferece o melhor valor na aviação executiva: um computador de voo (FMS) de ultima geração, Synthetic Vision System (SVS), MultiScan™radares meteorológicos e display head-up disponível com Enhanced Vision System (EVS).


*Sob certas condições operacionais.









Comente com o Facebook:

Mais Lidas da Semana

Seleção TAM: perguntas da entrevista individual (PARTE 2 de 2)