Translate

Airbus conclui a junção de fuselagem do primeiro A350-1000 – Veja fotos

Foto © P. Pigeyre / Airbus. All Rights Reserved.






O primeiro Airbus A350-1000, versão de fuselagem mais longa da Família de aeronaves A350 XWB, obteve a conclusão da junção de fuselagem na Estação 40 da Linha de Montagem Final da Airbus (FAL) em Toulouse, França.


A aeronave da fabricante que possui o número de série (MSN059) será agora transferida para estação 30, onde serão iniciados primeiros testes de solo com os sistemas da aeronave.
Foto © P. Pigeyre / Airbus. All Rights Reserved.

Após, a aeronave sairá da FAL para submeter a testes complementares, pintura, instalação do motor, acessórios de cabine e será finalmente entregue ao Centro de Testes de Voo.

Esta aeronave trata ser a primeira de três aeronaves que serão construídas para teste de voo da fabricante Airbus, com previsão para voar pela primeira vez ates do fim do ano.
Foto © H. Goussé / Airbus. All Rights Reserved.

As primeiras entregas estão previstas para ocorrer a partir de 2017. Até à data, a Airbus já garantiu encomendas de 181 aeronaves, a partir de 10 clientes. A cliente de lançamento está programada para ser Qatar Airways, que também foi à cliente lançadora da variante -900. Outros grandes clientes do A350-1000 são LATAM (TAM Linhas Aéreas – que converteu suas encomendas da versão -900 para essa versão -1000), United Airlines, Cathay Pacific, Etihad e British Airways.


Aeronave com 73,78 m de comprimento e 64,75 m de envergadura, o Airbus A350-1000 pode acomodar 366 passageiros em um layout padrão de três classes ou 440 passageiros em um layout único – classe econômica.  Com um alcance de voo de 8.000 milhas náuticas (14.800 km), será capaz de suportar rotas de longa distância para os mercados emergentes, tais como Xangai, Boston ou Paris-Santiago, bem como voo mais tradicionais como Manchester-Los Angeles ou Dubai-Melbourne – gerando uma economia de 25 por cento em queima de combustível. O avião será alimentado por dois motores Rolls-Royce Trent XWB-97, que até agora, é o motor mais potente desenvolvido para uma aeronave Airbus. O A350-1000 também é o sucessor do Airbus A340-600 e também é um concorrente direto com Boeing 777-300ER e futuro Boeing 777X da fabricante rival norte-americana Boeing Airplanes.

Foto © P. Pigeyre / Airbus. All Rights Reserved.



Comente com o Facebook:

Mais Lidas da Semana

Entrevista com aeromoça brasileira da Emirates