Voos da Air France passam a ter controles de temperatura

by - quinta-feira, maio 28, 2020


Voos da Air France passam a ter controles de temperatura | Foto © Herbert Monfre - Fotógrafo de avião - Imagem produzida por Herbert Pictures | É MAIS QUE VOAR

A implementação ajudará na saúde dos passageiros e no combate à pandemia.



Desde 11 de maio de 2020, a Air France passou a implementar gradualmente um sistema de controle de temperatura na partida de todos os seus voos. Esta verificação sistemática vai ser realizada com termómetros infravermelhos sem contato.

Para poder viajar, será necessária uma temperatura abaixo dos 38°C. Os passageiros que apresentem uma temperatura acima desse valor podem ser impedidos de embarcar, sendo a sua reserva alterada sem custos para uma data posterior. O uso da máscara passou também a ser obrigatório em todos os voos operados pela companhia aérea desde o dia 11 de maio – Se você vai viajar para Europa pela Air France ou KLM, clique aqui e saiba mais detalhes.

Os passageiros serão notificados da medida por todos os canais de comunicação (e-mail, sms, website) antes da sua partida.
Tal medida é adicional às políticas já implementadas pela Air France e seus parceiros em resposta à crise de saúde da pandemia, que incluem:
  • O uso obrigatório de máscara para todos os membros da tripulação e os agentes em solo em contato com os clientes;
  • A organização do percurso do passageiro em solo, com a aplicação de medidas de distanciamento físico ao longo do seu caminho no aeroporto e da instalação, sempre que possível, de proteções em acrílico nos aeroportos;
  • A implementação de distanciamento físico a bordo sempre que possível. Na maioria dos voos, os fatores atuais de baixa ocupação possibilitam separar os passageiros conforme necessário. Nos casos em que isso não for possível, exigir que todos os passageiros e tripulantes usem máscaras garante proteção adequada à saúde;
  • O reforço dos procedimentos diários de limpeza dos aviões, com a desinfeção de todas as superfícies em contato com os clientes, como apoios de braços, mesas ou telas;
  • A implementação de um procedimento específico de desinfeção periódica dos aviões por pulverização de um produto viricida homologado, com uma duração de eficácia de dez dias;
  • A adaptação do serviço a bordo para limitar as interações entre os clientes e os membros da tripulação. Nos voos domésticos e curtos na Europa, os serviços de comida e bebida foram suspensos. Nos voos de longa distância, o serviço a bordo é limitado e a preferência é dada aos produtos embalados individualmente;
  • Além disso, o ar na cabine é renovado a cada 3 minutos. O sistema de reciclagem de ar a bordo do avião está equipado com filtros "High Efficiency Particulate Air"’ ou HEPA, idênticos aos usados ​​nas salas de operações de hospitais. Esses filtros extraem mais de 99,99% dos menores vírus, incluindo aqueles com tamanho não superior a 0,01 micrômetros, garantindo assim que o ar da cabine esteja em conformidade com os padrões de qualidade. Os vírus do tipo coronavírus, variando em tamanho de 0,08 a 0,16 micrômetros, são filtrados pelos HEPA.


LEIA TAMBÉM:

0 Pessoas comentaram este artigo